Publicidade

Economia

Decifre os financiamentos imobiliários

Para contratar o financiamento mais adequado, é preciso ter informações sobre as opções disponíveis

POSTADA EM: 10/06/2015  |  POR: Redação

A falta de capital para pagamentos à vista no mercado imobiliário é muito comum. A maneira usada por muitos que sonham em comprar a casa própria é o financiamento. Por meio desse tipo de transação financeira, o comprador paga uma taxa de entrada ao vendedor e o restante em parcelas fixas ao banco que disponibilizou o empréstimo do valor remanescente do imóvel.


Diversos bancos oferecem esse tipo de financiamento, o que os diferencia são as condições de pagamento, como taxas de juros, contratos ou quanto do valor do imóvel pode ser financiado.


No Sistema Financeiro de Habitação (SFH), modalidade de financiamento desenvolvida pelo governo federal, o dinheiro é garantido pelos recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimos (SBPE). Criado em 1964, é o tipo mais popular no Brasil. Há valores máximos de imóveis e de valor de financiamento, a parcela não pode comprometer mais que 30% da renda do contratante, que tem de ser pessoa física e o prazo máximo da quitação é de até 35 anos (420 meses).


Outro tipo de financiamento é o Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI). Também moldado pelo governo federal, é voltado para mutuários com necessidades específicas. Não há valor máximo de avaliação do imóvel, nem limite de renda comprometida, os recursos são provenientes do SBPE, a taxa de juros é variável.


Após contratado o financiamento, há três sistemas para quitar dívidas de financiamento. No Sistema de Amortização Constante (SAC), as prestações são decrescentes (taxa de amortização permanece fixa, enquanto os juros diminuem). Já no Sistema de Amortização Crescente (Sacre), as prestações são fixas (taxa de amortização aumenta, enquanto os juros diminuem), e pelo Sistema Tabela Price as prestações aumentam gradativamente (taxa de amortização aumenta exponencialmente e os juros diminuem).


Amortização é o que está sendo devolvido ao banco pelo dinheiro emprestado e os juros podem ser entendidos como a cobrança referente ao adiantamento do dinheiro.

Publicidade

Pesquisa avançada

FINANCIAMENTO

SIMULAÇÃO CAIXA FEDERAL

MINHA CASA MINHA VIDA

OUTROS TIPOS DE FINANCIAMENTOS

CORRETORES CADASTRADOS

DICAS

CONTATO

COMERCIAL

REDAÇÃO