Publicidade

Novidades

Árvore errada pode trazer transtornos

POSTADA EM: 30/11/-0001  |  POR:

Fotos: Divulgação

As árvores são fundamentais nas ruas e avenidas. Além de embelezar, elas têm um importante papel no equilíbrio térmico, refrescando onde quer que estejam. Também colaboram com a redução da poluição sonora e do ar, fornecem sombra, refúgio e alimento para as aves.
Mas é preciso escolher a espécie correta porque o plantio da árvore errada pode provocar muita dor de cabeça no futuro, como tubulações de água e esgoto estouradas, calçadas levantadas, problemas na rede elétrica, galhos que ameaçam cair a qualquer momento, frutos pesados que caem sobre carros, ramos espinhentos que atrapalham os pedestres, folhas ou flores caídas, entre outras situações.
O ideal é escolher a espécie correta, com orientações técnicas. Confira dez opções que podem ser plantadas na área urbana:

 

• Extremosa ou resedá
Arvoreta largamente utilizada na arborização urbana. Tem florescimento esplendoroso, é decídua e tolerante a podas drásticas. Atinge 8 metros de altura.

 

•  Quaresmeira
É uma árvore nativa de pequeno porte, com raízes profundas. Elegante e bela, apresenta uma linda floração roxa que ocorre duas vezes por ano. É uma das principais árvores usadas na arborização urbana no Brasil.

 

•  Flamboyant-mirim
Tem altura média de 3 a 5 metros. Sua floração é bastante diversificada, aparecendo nas cores: rosa, vermelha, amarela e branca, entre os meses de setembro e maio.

 

•  Noivinha
Também é conhecida por mês de maio, neve-da-montanha, cabeça-branca, leiteiro-branco, cabeleira-de-velho, flor-de-criança, chuva-de-prata. Durante o mês de maio, suas folhas verdes ficam brancas. É uma árvore de porte pequeno, que não atinge 3 metros. Não agride a calçada e nem prejudica a fiação elétrica.

 

• Cerejeira-do-japão
Árvore decídua, de grande valor ornamental. Própria para clima subtropical e temperado. Alcança 6 metros de altura. Deve ser cultivada sob sol pleno ou meia-sombra, em solo fértil, neutro, bem drenável, enriquecido com matéria orgânica e irrigado regularmente.

 

•  Murta-de-cheiro
Também recebe os nomes de dama-da-noite, jasmim-laranja, murta, murta-da-índia, murta-dos-jardins. A murta-de-cheiro é um arbusto grande ou arvoreta, que pode alcançar até 7 metros de altura. Muito utilizada para a formação de cercas-vivas, apresenta ramagem lenhosa e bastante ramificada.

 

• Ipê
Os ipês são de grande porte, com raízes profundas que não danificam as calçadas e exige poucos cuidados. É vastamente usado como árvore decorativa por causa da sua florescência colorida e anual. Atingem de 10 a 35 metros, dependendo da espécie. São adequados para calçadas sem fiação elétrica.

 

• Canafístula-de-besouro
Árvore decídua, nativa do nordeste, de florescimento ornamental e pequeno porte. Alcança 9 metros de altura.

 

• Manacá-da-serra
Belíssima árvore em que é possível admirar flores em três cores diferentes simultaneamente, branca, rosa e roxa, de acordo com a idade da flor. Atinge 6 metros de altura.

 

• Jacarandá-mimoso
Um verdadeiro clássico. Árvore decídua (que perde as folhas no outono e no inverno), de floração exuberante. Ideal para arborização de ruas, praças e avenidas. Suas raízes são profundas, não danificam calçadas e nem redes subterrâneas. Por atingir 15 metros, é melhor ser plantada longe da rede elétrica.

Galeria

Publicidade

Pesquisa avançada

FINANCIAMENTO

SIMULAÇÃO CAIXA FEDERAL

MINHA CASA MINHA VIDA

OUTROS TIPOS DE FINANCIAMENTOS

CORRETORES CADASTRADOS

DICAS

CONTATO

COMERCIAL

REDAÇÃO