Publicidade

Novidades

Carnaval salgado

POSTADA EM: 22/02/2017  |  POR: (Da redação)
Praia do Gonzaga, em Santos: valor da diária é de R$ 730, em média

Aluguel na praia custa até R$ 1,7 mil/dia no litoral de São Paulo

Vai dar para acomodar até seis pessoas em um apartamento de um dormitório por R$ 235,00 diários em praias de Guarujá e Santos, na faixa central do litoral. Para quem não quer aperto, dispõe de recursos ou tem família grande ou muito amigos, um apartamento de quatro dormitórios para até 15 pessoas vai custar em média R$ 1.744,00 por dia de locação em praias de Ubatuba e São Sebastião, no Litoral Norte.
Esses valores extremos são, respectivamente, as diárias mais barata e mais cara de imóveis em praias do litoral paulista disponíveis para locação no Carnaval deste ano. Os valores foram apurados em pesquisa feita em 32 imobiliárias de 11 cidades pelo Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado de São Paulo (Crecisp).
“Entre o máximo e o mínimo, há opções para todos os bolsos, mas, para todos os casos, a recomendação é a mesma: não deixar para alugar na última hora”, aconselha o presidente do Crecisp, José Augusto Viana Neto.
O “aluguel de afogadilho”, como ele define, acaba ficando sempre mais caro e sujeito a riscos. “Na pressa, não dá para negociar descontos nem para garantir a segurança da locação, especialmente se não é feita com ajuda de uma imobiliária ou de um corretor de imóveis”, adverte Viana Neto.
O Crecisp constatou que houve equilíbrio entre aumentos e reduções dos valores diários de aluguel na comparação do Carnaval deste ano com o do ano passado. São oito tipos de imóveis custando mais que em 2016 e oito tipos custando menos nas 11 cidades pesquisadas. Os aumentos variaram de 3,84% para as diárias de casas de dois dormitórios no Litoral Norte (de R$ 650,00 em 2016 para R$ 675,00 este ano) a 118% para os apartamentos de quatro dormitórios também no Litoral Norte (de R$ 800,00 para R$ 1.744,00).
A queda nas diárias variou de 2,98% nas casas de quatro dormitórios no Litoral Central (de R$ 1.340,00 em 2016 para R$ 1.300,00 este ano) a 46,42% nos apartamentos de dois dormitórios também nessa faixa litorânea (de R$ 700,00 para R$ 375,00).

Mais em conta

As cidades do Litoral Sul, como Praia Grande, Peruíbe, Itanhaém e Mongaguá, são as que têm os aluguéis mais baratos para apartamentos de três dormitórios e casas de quatro dormitórios, segunda a pesquisa do Crecisp.
Nas praias do Litoral Norte, os apartamentos de três dormitórios estão sendo oferecidos nas imobiliárias pesquisadas em média por R$ 1.100,00 por dia de locação, valor que é 69,23% maior que os R$ 650,00 do Carnaval de 2016. No Guarujá e Santos, no Litoral Central, o valor da diária cai para R$ 730,00. Já no Litoral Sul, a diária sai por R$ 500,00.
As casas de quatro dormitórios no Litoral Norte estão com as diárias cotadas a R$ 1.744,00 em média, valor que é o maior do Carnaval deste ano e 118% superior aos R$ 800,00 cobrados em 2016. No Litoral Central, a diária média é de R$ 1.300,00 e, no Litoral Sul, de R$ 1.033,00.
Foi também no Litoral Sul que a pesquisa do Crecisp encontrou o aluguel diário mais barato de casas de dois dormitórios – ele sai em média por R$ 400,00. No Litoral Norte, essa diária está cotada em média a R$ 675,00, valor que sobe para R$ 1.000,00 no Litoral Central.

 

Limites na locação dependem de proprietário

Segundo as imobiliárias consultadas pelo Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado de São Paulo (Crecisp), os donos dos imóveis estão oferecendo a possibilidade de locação no Carnaval pelo período mínimo de um a até cinco dias (quitinetes), até sete dias (um dormitório) e até nove dias (dois, três e quatro dormitórios).
O número de ocupantes admitidos varia de acordo com o tipo do imóvel. Nas casas, aceitam até seis pessoas nas de um dormitório; até 12 nas de dois dormitórios; e até 15 nas de três e de quatro dormitórios. Para os apartamentos, os limites são de até seis nos de um dormitório; de até dez para os de dois dormitórios; e de até 15 para os de três e quatro dormitórios.
A pesquisa do Crecisp foi feita com 32 imobiliárias das cidades de Ubatuba, Caraguatatuba, São Sebastião, Ilhabela, São Vicente, Santos, Guarujá, Praia Grande, Peruíbe, Itanhaém e Mongaguá. (Da redação)

 

Praia de Pitangueiras, no Guarujá, é um dos destinos mais visitados por jauenses (foto galeria)

Galeria

Publicidade

Pesquisa avançada

FINANCIAMENTO

SIMULAÇÃO CAIXA FEDERAL

MINHA CASA MINHA VIDA

OUTROS TIPOS DE FINANCIAMENTOS

CORRETORES CADASTRADOS

DICAS

CONTATO

COMERCIAL

REDAÇÃO