Publicidade

Economia

Ações locatícias sobem 37% em fevereiro na capital

POSTADA EM: 29/03/2017  |  POR: (Da redação)
Número de ações mostra que houve insistência para que acordos fossem viabilizados, segundo diretor do Secovi

Foto: Divulgação

Levantamento feito pelo Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Comerciais de São Paulo (Secovi-SP) no Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo mostra que houve aumento de 37,4% no número de ações relacionadas ao mercado de locação na cidade de São Paulo. Em fevereiro, foram protocolizadas 1.566 ações judiciais, enquanto que, em janeiro, foram ajuizados 1.140 processos. Em relação ao mesmo mês do ano passado, houve aumento de 33,4% (1.174 ações).
“Esse aumento prova que os ajuizamentos estavam represados e retrata o quanto os locadores insistiram em acordos. Afinal, índice algum cresce 37% de repente. Acabaram sendo promovidas ações naqueles casos em que os acordos foram inviáveis, devido à absoluta falta de meios ou de interesse em pagar os débitos”, afirma o diretor de Legislação do Inquilinato da entidade, Jaques Bushatsky. 
As ações por falta de pagamento de aluguel foram responsáveis por 87,9% do total, com 1.377 ações. As renovatórias contribuíram com 99 ações (6,3%) e as ações ordinária/despejo e as consignatórias participaram, respectivamente, com 83 (5,3%) e 7 (0,4%) processos.

Acumulado

O total de ações acumuladas no período de março de 2016 a fevereiro de 2017 foi de 18.186 casos, o que representa um aumento de 8% diante do acumulado de março de 2015 a fevereiro de 2016 com 16.838 ações.

Publicidade

Pesquisa avançada

FINANCIAMENTO

SIMULAÇÃO CAIXA FEDERAL

MINHA CASA MINHA VIDA

OUTROS TIPOS DE FINANCIAMENTOS

CORRETORES CADASTRADOS

DICAS

CONTATO

COMERCIAL

REDAÇÃO