Publicidade

Economia

Cuidado com a conta

CPFL Energia dá dicas de como economizar energia no inverno

POSTADA EM: 21/06/2017  |  POR: (Da redação)
Mantenha limpos os orifícios da passagem de água do seu chuveiro elétrico

Foto: Divulgação

As temperaturas caíram e a CPFL Energia orienta a população sobre as várias formas de evitar gastos excessivos de energia elétrica e manter a conta baixa, sem deixar de gozar do conforto oferecido pelo serviço. Como usar a chave do chuveiro no modo “verão” e abrir mão de aquecedores e torneiras elétricas é desconfortável no frio, a CPFL recomenda que o consumidor se esforce para compensar a utilização desses itens adotando hábitos e soluções ligadas à iluminação da casa e alguns eletrodomésticos. As informações são da assessoria de imprensa da concessionária.
A utilização racional da energia elétrica depende muito de uma mudança nos dos hábitos de cada um. Pequenas atitudes, como um banho menos demorado, representam uma grande diferença na economia, que pode chegar a 30% do valor da conta de energia. O importante é evitar um consumo exagerado com a utilização moderada de aparelhos como aquecedores de ambiente, torneiras elétricas, secadoras de roupas, secadores de cabelos e principalmente do chuveiro. Os equipamentos que utilizam a energia para gerar calor têm potência maior e consomem mais.
Para quem deseja um tempo a mais no banho, a alternativa é a compensar com a redução do uso de outros aparelhos elétricos. Equipamentos eficientes consomem apenas a energia necessária para mantê-los.
Por isso é importante adquirir produtos com o selo do Procel e do Inmetro, e dimensionados para sua necessidade. Um casal sem filhos, por exemplo, pode não precisar de um refrigerador duplex. Se a geladeira for antiga, a dica é verificar se as borrachas de vedação estão em bom estado e regular o termostato de acordo com o clima.

Lâmpadas

Uma forma de economizar na iluminação é substituir as lâmpadas incandescentes pelas fluorescentes compactas. Apesar de custarem um pouco mais caro, o investimento se justifica pela significativa redução no consumo de energia, que pode chegar a até 40% por lâmpada, de acordo com o modelo e a potência, e duram 10 vezes mais.
Luminárias refletivas também contribuem para redução do consumo, pois podem-se usar lâmpadas com potências menores. Só deixe lâmpadas acesas se for preciso.
As instalações elétricas também devem estar seguras, sem emendas, ou com emendas bem isoladas, e sem sobrecarregar o circuito com vários aparelhos ligados na mesma tomada.
Com as instalações e aparelhos elétricos em ordem, é a vez de cuidar dos hábitos de consumo. É preciso criar novas rotinas e educar o cérebro a cumpri-las. Do lado de fora da casa, a economia pode estar na lâmpada que permanece acesa durante a noite – e muitas vezes durante o dia, por esquecimento. Se não há necessidade, apague a lâmpada sempre que deixar de usá-la.
O chuveiro é o campeão de consumo residencial e representa de 25% a 35% da conta de luz de uma família. Ao utilizá-lo com a chave no modo “inverno”, o acréscimo no consumo é de cerca de 30% em relação ao modo “verão”. Além disso, no inverno, o tempo de permanência no banho normalmente aumenta, o que demanda mais energia. 
Procure dosar a utilização de aparelhos como aquecedores de ambiente, torneiras elétricas, secadoras de roupas e secadores de cabelos. Churrasqueiras e grelhas elétricas podem ser substituídas por modelos a carvão ou a gás.

Publicidade

Pesquisa avançada

FINANCIAMENTO

SIMULAÇÃO CAIXA FEDERAL

MINHA CASA MINHA VIDA

OUTROS TIPOS DE FINANCIAMENTOS

CORRETORES CADASTRADOS

DICAS

CONTATO

COMERCIAL

REDAÇÃO