Publicidade

Novidades

Julho: aluguel pode ficar mais em conta

POSTADA EM: 05/07/2017  |  POR: (Folhapress)
Locador e locatário precisam conversar constantemente e fazer as contas do preço do aluguel

Foto: Divulgação

Os contratos de aluguel residencial que fazem aniversário em julho poderão ter redução de valor, em vez de alta, segundo o Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Comerciais de São Paulo (Secovi-SP).
Isso ocorre porque o Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M), indicador de inflação usado para reajustar a maioria dos contratos de aluguel, fechou os 12 meses até junho em queda de 0,78%. No mês, a deflação foi de 0,67%.
Cerca de 90% dos contratos residenciais não especificam que o reajuste para inflação ocorrerá apenas se ela for positiva, afirma o diretor de Locação do Secovi-SP, Mark Turnbull. Por isso, o reajuste pode ser para reduzir o valor da despesa mensal.
“O proprietário é obrigado a reduzir o aluguel. É uma questão de isonomia”, afirma o diretor do Secovi.
Se o valor de um aluguel é de R$ 1 mil por mês, com a redução de 0,78%, ele passaria a ser de R$ 992,20.

Negociação

No entanto, Turnbull sugere que haja negociação entre inquilino e proprietário. De julho de 2015 a dezembro de 2016, os novos contratos de aluguel reduziram de preço, segundo o Secovi-SP.
Isso serviu de motivo para que moradores antigos de imóveis pedissem para não aplicar o reajuste anual de inflação sobre o valor pago mensalmente. O mesmo ocorreu com contratos vencidos, que poderiam ter aumento de preço na renovação.
“Se no último ano o proprietário não aplicou o reajuste, neste ano o inquilino pode manter o mesmo preço”, sugere Turnbull.
É a primeira vez desde janeiro de 2010 que o IGP-M fica negativo. Foram sete meses seguidos de deflação do indicador do aluguel entre 2009 e 2010. Na época, a redução de preços era reflexo da crise econômica mundial.

Publicidade

Pesquisa avançada

FINANCIAMENTO

SIMULAÇÃO CAIXA FEDERAL

MINHA CASA MINHA VIDA

OUTROS TIPOS DE FINANCIAMENTOS

CORRETORES CADASTRADOS

DICAS

CONTATO

COMERCIAL

REDAÇÃO