Publicidade

Novidades

Projetos - Decoração planejada de interiores e exteriores

Bate-papo de Jr. Campos Prado com profissionais ligados ao design de interiores, artes plásticas e ramo empresarial

POSTADA EM: 08/11/2017  |  POR:

Foto: Laura Agostinho/Especial para o “Comércio”

A frase do ditado popular – “Quem casa quer casa” – está cada vez mais ultrapassada. Hoje, além de querermos casa, queremos que ela seja prática, funcional, bonita e confortável. É neste contexto que atua o profissional de design de interiores, cujo objetivo é aliar essas características à identidade e à rotina do cliente.
Para Fernanda Arroyos, que trabalha no ramo há quase 20 anos, o que se percebe é que cada vez mais os consumidores sentem necessidade de mudança. “Não é só quem vai começar a planejar uma casa ou qualquer outro tipo de estabelecimento que nos procura. Somos solicitados por aqueles que já têm um imóvel decorado, e já moram nele, mas querem mudar, muitas vezes aproveitando o que já tem de decoração. E é aí onde entra a criação e a maior realização para o profissional.”
Uma vantagem para os que optam em contratar este profissional desde o início da obra é a economia e o benefício que isto traz. Dentre suas funções está a coordenação e/ou a orientação dos trabalhos do marceneiro, do pintor e do eletricista, além da administração do projeto de decoração, elaboração de projetos como os de iluminação, mobiliário, revestimento, estabelecimento de cronogramas e definição de orçamentos. “Nosso trabalho envolve orientação e medida de espaços. Isto facilita nas finalizações e evita transtornos”, diz Fernanda.
O trabalho oferecido pelo designer de interiores é adaptado ao gosto e ao bolso do cliente. Pode ser oferecido desde uma assessoria rápida, em que o profissional cobra por hora, ou a assessoria completa, que vai do início ao término da obra. 
Para que a casa, ou o escritório ou qualquer outro imóvel, fique com a “cara” do cliente, a assessoria inclui um estudo do perfil do consumidor. “É muito importante sabermos o gosto do cliente e o seu modo de vida para decorarmos os ambientes. Muitas vezes a família gosta de receber amigos ou é uma família que tem crianças. Fazemos tudo adaptado ao gosto e ao modo de vida de quem nos procura.”
A área de lazer de uma residência ganha cada vez mais destaque na decoração, segundo a designer. Lagos artificiais e até espaço para cães são bastante requisitados. “A utilização de plantas ajudam a equilibrar o ambiente e também orientamos quanto à manutenção do lago, os tipos de peixe, etc.”
      
Tecnologia
Este mercado está em constante modernização, por isso a importância em estar por dentro das tendências e das novidades tecnológicas. Os projetos são desenvolvidos em 3D, o que possibilita uma melhor proporção e visualização e precisão ao consumidor e a quem a o executa.
A automação de janelas, persianas e toldos, bastante comum em outros países, começa a ganhar corpo. Ela pode ser feita de maneira simples – por meio de um simples interruptor acoplado na parede, ou de maneira mais sofisticada, por meio de sensores de luz, vento, ou chuva, quando se trata de persianas, por exemplo. A automação em esquadrias, por exemplo, diminui a manutenção e aumenta a durabilidade do produto.
O trabalho do designer de interiores foca também nas cores e na iluminação dos diversos tipos de ambientes, seja ela natural ou artificial. 

Cortinas
Outro detalhe na decoração de uma residência ou um imóvel comercial é a escolha de cortinas e persianas. Ela complementa o ambiente e, além de embelezar, preserva a privacidade de quem o frequenta. “A maioria ainda opta pelas cortinas de tecido. Elas representam cerca de 65% de nossas vendas por ser de fácil manutenção”, informa a empresária Selma Cury.
Embora as persianas estejam ganhando espaço no mercado de cidades menores, como Jaú, a venda do produto esbarra na questão da limpeza.   “Não existe em Jaú uma lavanderia especializada em persiana, e isso acaba sendo uma barreira. Só é possível encontrar uma lavanderia do gênero em Bauru”, conta Selma.
Também na colocação de cortinas e persianas é importante fazer um planejamento para evitar aborrecimentos futuros.  “Mesmo sendo um item instalado no final da obra, o planejamento do espaço onde vai a cortina é fundamental. O planejamento inclui a definição do local de sustentação das cortinas antes da finalização do gesso nos cômodos”, diz Paulo Fernando Agnelli, responsável pela instalação do produto. No caso de optar pelas cortinas elétricas, também disponíveis no mercado, é necessário haver a instalação de pontos de energia e é mais um motivo que conta para importância do planejamento.
A variedade de cortinas e persianas no mercado é vasta e também exercem a função de ajudar a manter a temperatura adequada nos ambientes. Elas podem inibir totalmente ou parcialmente a entrada da luz solar.
Podem exercer também a função de separadoras de ambientes, sendo muito bem aplicadas em apartamentos com ambiente único. Muito usadas para separar a suíte da sala de estar, por exemplo. Para melhor harmonização deste local, os trilhos da cortina podem ser fixados no teto.

Papel de parede
O papel de parede surgiu na China e era produzido com papel de arroz. Era totalmente branco, sem qualquer detalhe decorativo. A partir do século 16, a Europa começou a ter contato com a China, e o papel de parede entrou no continente por intermédio de comerciantes árabes, que aprenderam a produzir o papel de parede com os chineses.
Porém, sua aplicação necessita de mão de obra especializada para que não haja falhas de emendas em estampas, dentre outros itens observados durante sua aplicação. Em Jaú existe esse serviço, segundo Selma, e o profissional atende também toda a região.

Jardim
Além de projetos que incluem os lagos artificiais em variados ambientes, o paisagismo vem para complementar a sensação de conforto e de elo com a natureza. Na opinião da artista plástica e decoradora, Adriana Prado, estes itens valorizam o imóvel e deixam a casa fresca. “As plantas proporcionam o conforto térmico, tornam o ambiente aconchegante e agradável. E o bom é que o paisagismo pode ser feito em qualquer canto, inclusive de maneira vertical, como em paredes.”
Adriana explica que em todas as fases da execução do projeto inicial de um imóvel, em que decoradores, engenheiros ou arquitetos trabalham juntos, é muito importante haver uma parceria entre esses profissionais. “Temos de ter a sutileza e a delicadeza de não interferirmos a ponto de desagradar esses profissionais. Nós sugerimos algumas ideias. Temos de ter essa percepção. O objetivo de todos esses profissionais é facilitar a vida do cliente”.

Junior Campos Prado é graduado em engenharia civil pela Universidade de São Paulo (USP) e apresentador do Programa #Projetos, na TV Local.

 

COLABORADORES

Fernanda Arroyos

Selma Cury

Adriana Prado

Campos Prado

Publicidade

Pesquisa avançada

FINANCIAMENTO

SIMULAÇÃO CAIXA FEDERAL

MINHA CASA MINHA VIDA

OUTROS TIPOS DE FINANCIAMENTOS

CORRETORES CADASTRADOS

DICAS

CONTATO

COMERCIAL

REDAÇÃO